• denuncias
  • peticionamento
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • ATACADAO
    • santander
    • makro1
    • Parque industrial camila
    • TAC Le Postiche
    • Ministério Público do Trabalho move Ação Civil Pública contra o hipermercado Atacadão
    • Banco Santander é condenado a pagar indenização de R$ 400 mil por assédio moral
    • TRT nega recurso e Makro terá que pagar R$ 500 mil de indenização por realizar revista íntima
    • Ex-gestor da cooperativa Camila frauda legislação trabalhista para conseguir benefícios
    • Rede de lojas Le Postiche firma acordo se obrigando a cessar de imediato a prática de revista íntima

    TRT nega recurso e Makro terá que pagar R$ 500 mil de indenização por realizar revista íntima

    Maceió/AL - O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região confirmou a decisão da 1ª Vara do Trabalho de Maceió, ao condenar o Atacadista Makro a se abster de praticar revista íntima e manter a multa pelo dano moral coletivo em R$ 500 mil. A decisão do desembargador Henrique Costa Cavalcante foi fundamentada na Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas.

     Imprimir 

    Ex-gestor da cooperativa Camila frauda legislação trabalhista para conseguir benefícios

    Maceió/AL - O Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT) acatou liminar da Ação Rescisória ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho, ao extinguir o pedido de reclamação trabalhista feito pelo antigo superintendente da Cooperativa Agropecuária de Major Isidoro - Camila. O MPT constatou que ele burlou a legislação trabalhista ao simular ser um empregado comum para conseguir indenizações exorbitantes.

     Imprimir 

    Rede de lojas Le Postiche firma acordo com o MPT se obrigando a cessar de imediato a prática de revista íntima

    Maceió/AL – A rede de lojas Le Postiche em Maceió e Arapiraca firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho (MPT), no dia 05 de agosto, com o objetivo de coibir a prática de revista íntima em seus locais de trabalho. A prática é caracterizada como toda e qualquer revista que importe em contato físico do trabalhador ou exposição de seus objetos pessoais, como bolsas, sacolas e mochilas.

     Imprimir 

    • banner pcdlegal
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner cnmp
    • banner radio
    • banner videos
    • banner podcast
    • banner trabalholegal